Política

MDB confirma Zé Maranhão como candidato à governador da Paraíba

Maranhão é o mais experiente entre os candidatos apresentados por todas as legendas para as eleições deste ano.

Em convenção, o Movimento Democrático Brasileiro (MDB) oficializou o nome de Zé Maranhão para concorrer ao cargo de governador do estado da Paraíba nas eleições deste ano. O evento aconteceu neste domingo (05), no ginásio do Clube Cabo Branco, em João Pessoa. O nome de Maranhão foi escolhido de forma unânime pelo partido.

“Eu entendo a generosidade do povo e a crença em um novo projeto que vai tirar a Paraíba da mesmice, da troca de votos por cargos, da política que só atrasa a solução dos problemas. Não cedemos à velha política da troca de cargos ou tempo de televisão”, afirmou o candidato do MDB.

Além de Zé Maranhão, foram apresentados os nomes de Bruno Roberto (PR) para ocupar a vaga de vice-governador e Roberto Paulino (MDB) para concorrer a uma das vagas para o Senado Federal. A convenção terminou, porém, com uma incógnita. O segundo nome que disputará uma das vagas no senado na chapa encabeçada por Maranhão ainda não foi apresentado. Os partidos terão até o próximo dia 15 para registrar as candidaturas.

Roberto Paulino, Zé Maranhão e Bruno Roberto. (FOTO: Reprodução)

Durante seus discursos, os integrantes da chapa ressaltaram a importância de ter nomes limpos na política e criticaram seus adversários.

“Vamos fazer um governo novo, porque novas são as ideias que abriram na minha cabeça. Eles dizem que sou velho, como se velho fosse desqualificativo do homem, eu sou velho mas não sou velhaco como muitos. A juventude não é uma condição apenas de idade, a juventude é uma condição moral e espiritual”, disparou Maranhão.

Aprovados no concurso da Polícia Militar da Paraíba, que aguardam convocação, compareceram ao evento.

Aprovados no concurso da PMPB e o deputado estadual Raniery Paulino. (FOTO: Reprodução)

José Maranhão é empresário e também formado em direito pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Eleito deputado estadual quatro vezes (1954 1958, 1962, 1966), deputado federal três vezes (1982, 1986 e 1990) e senador duas vezes (2002 e 2014). Maranhão foi governador em três momentos: em 1995, como vice ao assumir após morte de Antônio Mariz, em 1998 após ser reeleito e em 2008 ao assumir o governo estadual com a cassação de Cássio Cunha Lima, que havia sido eleito em 2006 vencendo o próprio Maranhão nas urnas.

Redação – Litoral.News
redacao@litoral.news

Tags
Mostrar mais

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: